segunda-feira, 17 de março de 2008

Polêmica em horário nobre

A polêmica sobre os evangélicos na novela "Duas Caras"

A novela "Duas Caras", exibida em horário nobre na rede Globo, traz um triângulo amoroso que, recentemente, foi linchado em defesa da "moral e dos bons costumes" por um grupo de fanáticos evangélicos. Suas cenas têm gerado grande discussão entre o meio cristão por passar uma imagem distorcida dos ensinamentos de Jesus, mas deveriam nos estimular a praticar o amor genuíno, como Ele nos ama e aceita quem quer que deseja sua presença. Que possamos refletir o seu caráter amando e acolhendo a todos, estimulando quem quiser conhecer e seguir o Mestre. Confira a reportagem do programa Domingo Espetacular, da rede Record, com cenas da novela, trechos da revista Veja e comentários.

5 comentários:

v.carlos disse...

Muito Polêmico!

v.carlos disse...

já lih essa matéria na VEja...



abração Marcos
Fique com Deus =)

Thiago Rodrigo disse...

A globo, na verdade, faz uma caricatura dos evangélicos. É um desrespeito? É, mas acho que não deveríamos nos importar com o que uma rede depravada fala sobre o povo cristão.

Sabemos que muitos no meio evangélico têm dado motivos pra que esse deboche em horário nobre aconteça. Acho que vou até escrever sobre isso.

Fica minha lamentação, mas bola pra frente que na frente tem gente (pra ser evangelizada ainda)

Deus te abençoe!

Filipe Garcia disse...

Eu não assisto novela e nem mesmo me coloco diante de uma TV há muito tempo, mas estou a par de tudo o que tem acontecido de toda a repercussão em cima da novela Duas caras e de sua personagem Edivânia.

Sem dúvida, com o núcleo evangélico de Duas Caras, Aguinaldo Silva foi mais ousado que qualquer outro noveleiro da Globo ao abordar esse tema delicado. No entanto, temos que lembrar que ele não é totalmente parcial; pelo contrario, além da ala de “crentes do mal” – os fanáticos liderados por Edivânia, que usa cabelão, saia comprida e Bíblia embaixo do braço - o autor criou uma ala de “crentes do bem”, de atitude moderada e respeitável.

É notório que a Globo tem a antipatia de uma parcela dos evangélicos – e vice-versa. Mas, temos que deixar essa mania horrível de perseguição. Já cansamos de ver católicos sendo mostrados como radicais em várias outras novelas, - Tieta, por exemplo -, e não lembro de ter causado nenhuma “revolta”.

Vamos parar de besteira e viver e pregar o Evangelho que isso já é mais do que suficiente para mostrar que a personagem e quem quer que como ela aja não passa de um equivocado que não conheceu nem as Boas Novas e nem Jesus.

Um abraço, Filipe!

marco.maps disse...

Amém
Que todas as pessoas vejam facilmente Jesus em nós. Que não precisemos nos apresentar como cristãos, mas que sejamos conhecidos assim. Que o nosso testemunho traga ainda mais pessoas para um relacionamento com o Pai. Assim, todos saberão o que é andar com Deus, independentemente da sugestão da mídia.